Governo do Estado do Rio de Janeiro
SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA
Ivan Lins se apresenta em show no Teatro Rival BR dia 20 de janeiro!
CONFIRA NOSSA PROGRAMAÇÃO
1
NOTÍCIAS

07.05.2018 | 18:00
Presos da Lava-Jato serão monitorados em tempo real por câmeras em Bangu 8...
Autoridades vão poder controlar, em tempo real, a movimentação de ...
07.05.2018 | 17:00
Apoiadores de Lula acusados de agredir empresário vão a júri popul...
A Justiça de São Paulo decidiu mandar a júri popular os três...
07.05.2018 | 16:00
Presidente do TRE do Rio diz que segurança nas eleições está...
O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio, Carlos Eduardo da Rosa Passos, diss...
PROMOÇÃO
ENQUETE
De que maneira você acompanha a nossa programação?
 
 
 
NOTÍCIAS

polícia federal faz operação para cumprir mandado de prisão contra jacob barata e contra o filho do presidente da alerj

14/11/2017 - 10:00

O deputado Jorge Picciani, presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, chegou no aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio, por volta das 8h desta Terça-feira, e foi levado por agentes para prestar depoimento na sede da Polícia Federal. Picciani é alvo da operação Cadeia Velha, que também prendeu o filho dele, Felipe Picciani, que tinha acabado de deixar o pai no aeroporto de Uberlândia, em mMinas Gerais, no início desta manhã. Também foi preso na mesma operação o empresário Jacob Barata Filho, dono de mais de 25 empresas de ônibus no Rio e filho de Jacob Barata, conhecido como "rei do ônibus". O presidente da ALERJ é suspeito de receber propina da federação das empresas de transportes de passageiros do estado do Rio de Janeiro. Fetranspor, em um esquema de corrupção no setor que envolveria políticos. Ele já tinha sido levado para prestar depoimento à Polícia Federal em março, na operação Quinto do Ouro, que prendeu 5 dos 7 conselheiros do Tribunal de Contas do Rio. A operação Cadeia Velha é um desdobramento da lava jato e foi desencadeada a partir das investigações da operação ponto final. Segundo a PF, são investigados políticos que receberiam dinheiro para aprovar leis que beneficiariam o setor de transportes. A informação chegou ao ministério público federa com a delação premiada do doleiro Álvaro José Novis.

Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados